SEM PALAVRAS

Support World AIDS Day

2006-10-18

FILMES DE BORLA

Há vários meses (anos?) que tinha deixado de ler o "Expresso". Motivos? Havia muitos, mas o principal foi como se comportaram com o João Carreira Bom. Por agora chega.
Quando comecei a ouvir falar do novo semanário ("Sol", sei-o agora) pensei que seria mais do mesmo, até porque o director saíria de um para se meter no outro. Ressalva: há por lá bons jornalistas e comentadores, mas prescindi deles em nome do quero acreditar serem as minhas convicções.
Mas não contava com um golpe baixo. O "Expresso", numa jogada de antecipação, baixou o preço para 2,80€ e oferecia 8 filmes diferentes durante oito semanas. E filmes de qualidade! O primeiro escapou-me. "Lost in Translation". Não imaginei uma campanha tão bem sucedida e quando fui procurar estava esgotado. A partir dessa semana, todos os sábados, apresento-me cedo na papelaria à espera da minha traição: O "Expresso" e o filme. Faltam mais duas semanas para recuperar os meus princípios e deixar, novamente, de o comprar.
Mas a traição valeu a pena. Repara nos títulos: "Lost in Translation"; "Traffic"; "As Horas"; "O Piano"; "Chocolate"; "Os Condenados de Shawshank"; "Chicago" e "Rapariga com Brinco de Pérola".
Podes dizer que vou ficar com 7 excelentes filmes, mas tenho que confessar que, com uma ligeira excepção referente a "Traffic", eu atraiçoava a minha promessa de não voltar a comprar o "Expresso" por qualquer um dos outros filmes. Vendo-me barato?

2 comentários:

Nan disse...

a isso não se chama venda nem traição; chama-se entrega. é como se chama passar por cima dos nossos valores quando outros o justificam...

boa semana também para ti

kimporta disse...

Estou muito mais tranquilo! Obrigado.
Não tinha percebido que era tudo uma questão de valores :))